Moontera
Facebook Moments

Facebook Moments não será lançado na Europa, devido ao reconhecimento facial

Por Tiago Araújo a 22/Jun/2015

A Europa não chegou novamente a acordo com o Facebook, e a aplicação Moments não será lançada em Portugal e no resto da Europa. O problema está no reconhecimento facial automático.

A aplicação Facebook Moments armazena e identifica todas as pessoas nas suas fotos, através de reconhecimento facial. O objectivo da aplicação é que o detentor das fotos partilhe as mesmas com as pessoas identificadas, e que use a aplicação para armazenar todas as suas fotos capturadas com o smartphone. Funciona de forma semelhante à aplicação Carousel do Dropbox, mas com um extra, a identificação via reconhecimento facial. Esta pequena funcionalidade irá, para já, proibir a utilização do Facebook Moments nas lojas de aplicações na Europa.

Segundo Richard Allan, responsável pelas politicas do Facebook na Europa, os reguladores Europeus exigem que o Facebook coloque esta funcionalidade como opcional. Como o Facebook Moments não foi concebido com esta funcionalidade, a aplicação não estará disponível para os Europeus, até que desenvolva o mecanismo de opção. Segundo Allan, não está no calendário do Facebook o desenvolvimento deste pormenor.

O Facebook já tinha enfrentado problema semelhante com os reguladores Europeus em 2012, quando tentou implementar a mesma funcionalidade no site da rede social, que até hoje, continua sem identificar os “amigos” automaticamente na Europa. O Facebook devia ter tido em conta os litígios anteriores e ter colocado a opcionalidade na aplicação durante o seu planeamento. Já sabia o que iria acontecer.

A rede social não está sozinha neste problema. A aplicação Google Photos que também utiliza o reconhecimento fácil, possui o uso da aplicação limitada na Europa, ao nível da funcionalidade de reconhecimento facial.

O problema que nós Europeus temos está relacionado com a privacidade. Os americanos têm sido mais liberais neste aspecto, mas já existem identidades a pensar da mesma forma que os Europeus. Electronic Frontier Foundation e 8 escritórios de advogados especialistas em privacidade, estão neste momento a debater com as autoridades dos EUA, novos códigos de conduta para a utilização deste tipo de tecnologia.

O receio de perder a privacidade é claro, NSA assombrou muitas capas de jornais pela Europa fora, mas o receio não se fica por aqui. Os utilizadores temem também que os seus movimentos possam ser rastreados por empresas que nunca contactaram, ou, ouviram falar, para fins que desconhecem. A aplicação é gratuita e lá fora está disponível para Android e iOS.

Categoria: Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *