Moontera
CST-01

Relógio CST-01 não vai enviar relógios para todos os financiadores no Kickstarter

Por Tiago Araújo a 22/Jun/2015

O relógio CST-01 abriu uma campanha que pretendia angariar 1 milhão de $ para a criação de um relógio com uma espessura máxima de 1mm. Conseguiu o financiamento, mas não conseguiu produzir o CST-01.

A campanha começou em Janeiro de 2013, e prometia entregar os primeiros CST-01 aos financiadores da campanha em Setembro do mesmo ano. Passados mais de 2 anos após o inicio da campanha, nenhum dos “backers” (que investiram 129$ na campanha) recebeu o relógio CST-01. Problemas da produção mais do que duplicaram o orçamento inicial necessário de 1 milhão.

Metade dos CST-01 produzidos não funcionou e a empresa teve muitas dificuldades de atingir a espessura máxima de 1mm. O primeiro problema a causar um atraso na entrega do relógio foram as baterias. A empresa dos CST-01 teve dificuldades na implementação do circuito da mesma. A Fevereiro de 2014, a empresa comunicou que estava novamente com dificuldades, nesta feita com a espessura do relógio. Não estava a conseguir atingir os 1mm de espessura, quando esta medida deveria ser o pior dos cenários, e não a melhor das tentativas.

Entre estes anúncios houve a revelação que um dos engenheiros estava a dormir numa carrinha ao lado da fabrica, para evitar custos com hoteís. Para piorar, surgiu um comunicado que afirmava que a fabrica tinha conseguido dar conta da produção do CST-01. O comunicado surgiu por engano e a situação estava longe de positiva. A fabrica não tinha produzido CST-01 suficientes e desses poucos, eram ainda menos os que funcionavam na perfeição.

Já em 2015, surge a penúltima informação sobre o CST-01. 2 anos depois, em Fevereiro de 2015 as primeiras unidades começaram a ser enviadas para os financiares. O problema é que não existem unidades para todos e a empresa necessita de pelo menos mais 1.2 milhões de $ para assegurar a produção dos relógios já encomendados através do Kickstarter.

Os responsáveis pelo CST-01 estão agora à procura de investidores, mas os próximos tempos não se afiguram fáceis. O Kickstarter embora seja utilizado como uma loja para pre-vendas por muitas empresas e investidores, não é na verdade uma loja. E existe o risco de quem investe não chegar a ver nada. O Kickstarter apenas retoma o dinheiro investido se a campanha não atingir o objectivo numerário proposto inicialmente.

O risco está presente em todas as campanhas do Kickstarter.

Categoria: Smartwatches

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *