Moontera
BQ Aquaris M5

Review ao BQ Aquaris M5

Conheça o smartphone BQ Aquaris M5 ao pormenor, e perceba se este é o smartphone ideal para o seu bolso.

Por Tiago Araújo a 09/Out/2015

A BQ está a tornar-se numa especialista de smartphones de gama média, este BQ Aquaris M5 é mais um exemplar da aposta nesta faixa de preço da BQ.

Este M5 conta com especificações muito competentes nesta gama, mas não consegue destacar-se em nenhuma delas. Se o BQ Aquaris M5 fosse uma pessoa, seria aquele aluno, ou, trabalhador “certinho”, que não comete erros, cumpre as tarefas básicas, mas não consegue atingir os 20s.

O que queremos dizer é que este M5 possui poucos pontos negativos, não sente dificuldade em nenhum pormenor, nem compromete em nenhuma tarefa, mas também não possui uma característica que se destaque da concorrência.

A qualidade de construção e o suposto material anti marca de dedos.

Quando conhecemos o BQ Aquaris M5 pela primeira vez, o seu grande destaque recaia no corpo e na qualidade de construção que oferecia. A capa traseira era anti marcas de dedos, era, ou supostamente, deveria ser, pois não é. Notamos que necessita de uma maior dificuldade para deixar a sua marca no smartphone, mas ao final do dia, a capa, e a frente do BQ Aquaris M5 ficam facilmente repletas de marcas.

Os rivais também ficam, com excepção ao Alcatel OneTouch Idol 3, nesta gama, e o M5 está longe de ser o pior nesse ponto, mas perdeu o destaque.

BQ Aquaris M5

Capa do BQ Aquaris M5, com design bastante simples

Onde o BQ Aquaris M5 permanece fiel, é na ausência de publicidade. Este é o ponto que mais gostamos dos smartphones da BQ. Não existem logos na frente, e atrás, o nome do smartphone e o logo da marca BQ notam-se muito pouco, na nossa opinião era assim que todos os smartphones deveriam ser, afinal de contas, quem paga o smartphone é você e não o contrário.

Quanto ao peso, o BQ M5 não é leve, mas também não é pesado. O material de construção apesar de ser de plástico, a qualidade de toque é agradável. Não existe possibilidade de remover a capa traseira, e todos os cartões são inseridos nas laterais.

BQ Aquaris M5

Ecrã do BQ Aquaris M5, e frente limpa, sem logos.

Ecrã e qualidade de som:

O ecrã de 5 polegadas Full HD é o ponto onde este BQ se consegue destacar da concorrência mais apertada. O conjunto de resolução e tamanho do ecrã supera alguns dos rivais nesta faixa de preço, mas a tecnologia Quantum Color + é quem lhe dá o toque especial.

A Quantum Color + torna as cores deste M5 mais vivas e fortes, formando assim uma experiência agradável de utilização.

Já no som, a saída é única, apesar de poder parecer uma dupla saída de som. Neste ponto, o BQ Aquaris M5 está novamente dentro da média. Embora quando activamos a qualidade Dolby, o som seja ligeiramente mais agradável de ouvir. A caixa vem sem auscultadores e sem adaptador de tomada.

Desempenho quanto baste, com o Snapdragon 615.

Certamente que já viu as especificações do BQ Aquaris M5 e reparou que está equipado com um processador Octa Core. Este processador de 8 núcleos está dividido em dois processadores, muito idênticos. São processadores de núcleos do tipo Cortex A53, mas possuem velocidades máximas diferentes entre si. E vão ser ambos controlados por um chipset Qualcomm Snapdragon 615.

O que isto significa? Vou ter o mesmo desempenho que um smartphone topo de gama que também possui um processador de 8 núcleos? Não. Como dissemos os 8 núcleos (4+4) são do tipo Cortex A53. Este tipo de processador não é muito potente, mas está em praticamente todos os smartphones. Por exemplo, o LG G4, ou o Samsung Galaxy S6 possuem também 4 desses Cortex A53. A diferença é que esses smartphones possuem 2, ou, 4 processadores do tipo Cortex A57, um tipo de arquitectura de processador mais potente, muito útil para aplicações mais exigentes. No caso do BQ Aquaris M5 os 8 núcleos são todos Cortex A53, logo vai existir uma diferença acentuada no desempenho.

Esta “regra” aplica-se a todos os smartphones baseados no Qualcomm Snapdragon 615, ou seja praticamente todos nesta gama, com excepção ao raríssimo OnePlus 2, ou, OnePlus 1 que também ronda a casa dos 300€.

BQ Aquaris M5

Apesar de parecerem duas saídas de som, o BQ Aquaris M5 apenas possui uma.

Já na memória RAM, os 2GB da versão mais básica do M5 vão ser capazes de conseguir manter a velocidade numa multi-tarefa elevada. Quando possuir várias aplicações abertas ao mesmo tempo, estes 2GB de memória RAM vão garantir que o seu smartphone se mantenha rápido. No entanto, o Android tem evoluído de forma a que as aplicações fiquem cada vez mais pesadas e que cada vez mais façam uso da multi-tarefa, ou seja, que se mantenham sempre abertas, mesmo que consumindo menos RAM em segundo plano. Para quem conta possuir o BQ Aquaris M5 por um longo período de tempo, recomendamos a versão de 3GB de memória RAM, que será capaz de aguentar melhor as exigências das futuras versões do Android. Esta versão está à venda por 300€, sensivelmente. Enquanto que a versão de 2GB custa cerca de 279€.

O resto das especificações não precisam de muita explicação da nossa parte, conte com Wi-Fi, NFC, Bluetooth, GPS e mobilidade 4G LTE. Nota ainda para a versão do Wi-Fi, que não suporta as normas mais recentes da versão 802.11 a/c.

Existem versões de 16 e 32GB de espaço, sendo que desses valores a BQ permite usar quase a totalidade (12GB / 29GB), pois a interface é praticamente a nativa do Android, e não existem muitas aplicações proprietárias da BQ no smartphone, algo positivo por parte da marca espanhola.

BQ Aquaris M5

Pormenor da câmara do BQ Aquaris M5

A câmara é outro ponto muito interessante do BQ Aquaris M5.

A BQ tem muita atenção neste ponto. A aplicação da câmara é a única que foi alterada pela BQ. Alterada para melhor. Este M5 conta com funcionalidades nativas da câmara muito interessantes, tais como a gravação de vídeos em câmara lenta e a gravação de timelapses.

São funcionalidades interessantes, e quem tem animais de estimação normalmente aprecia muito as câmaras lentas. Já quem é maravilhado com paisagens, zonas movimentadas e derivadas, vai gostar de encontrar o vídeo em timelapse na câmara.

BQ Aquaris M5

O BQ Aquaris M5 suporta 2 cartões SIM e 1 cartão micorSD em simultâneo.

A qualidade de vídeo é boa, mesmo em ambientes mal iluminados conseguimos boas gravações de vídeo, para serem vistos no pequeno ecrã do BQ Aquaris M5.

Na fotografia a qualidade em ambientes bem iluminados permite dar um salto além, na resolução e tamanho do ecrã onde será apresentado. Com boa qualidade de luz, as fotos possuem muito detalhe. Só pecam ligeiramente nas cores que não são muito reais.

Em ambientes mais escuros terá de fazer uso do flash para conseguir capturar fotos razoáveis. Já na frente, a qualidade perde-se em interiores, e zonas mal iluminadas. Em exteriores a qualidade é boa e utilizável em ecrãs maiores.

Autonomia e interface do Android.

O BQ Aquaris M5 conta com uma bateria não removível de 3120mAh. Quando exposta a uma utilização pesada, onde faça uso da aplicações que requerem um elevado desempenho, este M5 não vai conseguir aguentar 24 horas sem recorrer à tomada. Se a sua utilização for mais moderada, com pouca movimentação das redes móveis, 3G, ou, 4G, o BQ Aquaris M5 será capaz de durar entre 1 a 2 dias.

Sobre a interface, não existe muito a dizer, poisa BQ modificou-a pouco. O que acaba por ser positivo. O Android está na versão 5.0.2 Lollipop, não é a versão mais recente do Lollipop, mas aceita-se que permaneça nesta versão até que hajam novidades mais aliciantes para uma actualização.

BQ Aquaris M5

Interface da câmara do BQ Aquaris M5

A única grande novidade desta interface do BQ está no software da câmara. Nesta aplicação a BQ não utiliza a versão nativa do Android. A interface está idêntica à interface do iOS da Apple. Permite alterar de modos de captura com facilidade, mas é um pouco lenta nesse aspecto. Se quiser alterar algumas características e parâmetros da câmara, encontra um menu escondido no lado esquerdo do botão de disparo.

Nesse menu vai encontrar varias opções de configuração, algumas delas são desnecessárias nesse menu, pois são opções de preferência, e apenas atrapalham na altura de procurar pelas opções que realmente interferem na qualidade da fotografia. Essas opções de preferência, normalmente, apenas são activadas uma vez, tal como grelhas de ajustes, e podiam estar perfeitamente no sub menu da câmara.

Voltando à interface geral do Android neste BQ Aquaris M5, a mesma correu de forma bastante fluída, e sem travar, como seria de esperar neste tipo de smartphone.

BQ Aquaris M5 na mão

BQ Aquaris M5 de costas.

Vale a pena comprar o BQ Aquaris M5?

O M5 é o smartphone de gama média mais completo que já analisamos em 2015, não possui uma falha grave a apontar, por isso é naturalmente uma boa escolha neste preço. Apesar da ausência de falhas graves, a ausência de um destaque também o pode prejudicar, tendo em conta rivais como Sony Xperia M4 Aqua e Alcatel Idol 3 que possuem ambos pontos de destaque muito interessantes, embora comprometam em determinados pontos.

A maior ameaça ao sucesso do Aquaris M5 será mesmo os OnePlus.

Categoria:Reviews
Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *